MERCADOS DA ARTE

Este curso destina-se a todos aqueles que queiram aprofundar e sistematizar o seu conhecimento acerca do mercado da arte nacional, internacional e online. 

Este curso será lecionado num regime misto, simultaneamente presencial e online (através da plataforma zoom). Na eventualidade de um confinamento, a frequência deste curso será apenas online. O programa Mercados da Arte inclui a frequência do curso Lugares da Arte, curso presencial de carácter opcional.

Pretende-se que os alunos conheçam os vários nichos que compõem o meio artístico e o papel de cada agente neste sistema que será abordado do ponto de vista dos mercados da arte. A legitimação e atribuição de valor, a nível artístico, cultural e comercial de uma obra de arte, resulta da sinergia dos vários protagonistas destes setores e é um dos maiores paradoxos da arte contemporânea. 

O mercado da arte é o resultado de um conjunto de situações que envolveram a produção artística e que evoluíram ao longo da história da arte. Em Paris, nos finais do século XIX, os artistas das vanguardas romperam com os cânones tradicionais impostos pela academia e foram apoiados por um conjunto de galeristas, críticos e colecionadores. Em conjunto, lançaram as bases fundamentais para o desenvolvimento de uma nova estética, juízos de valor e um modelo económico que evoluiu ao longo do século XX, propagando-se ao século XXI.

Ao longo da segunda metade do século XX, o meio artístico desenvolveu-se exponencialmente devido ao aumento do número de intervenientes no meio, à crescente profissionalização dos agentes e à evolução dos meios tecnológicos e de comunicação à sua disposição. Os mercados da arte, juntamente com os outros ecossistemas do meio artístico, integraram-se numa indústria internacional, que funciona de forma semelhante a outras indústrias.

No século XXI, os vários mercados da arte operam numa escala internacional e têm uma presença digital cada vez mais forte. O crescimento especulativo do mercado manteve-se até à crise económica de 2008, apoiado por uma moda cultural explorada pelos media, que resultou na legitimação quase imediata de alguns artistas.

Esta dinâmica de crescimento especulativo dos mercados recomeçou em 2010, e foi marcada pela entrada de novos players no mercado, pela generalização do uso da internet e pela adaptação do papel dos vários agentes do meio ao mercado.

Legitimação e valor artístico, cultural e económico
História dos mercados da arte no séc. XIX e XX
Século XXI o mercado da arte nacional e global
Arte e Direito 
Online a revolução tecnológica e o meio artístico
Meio artístico a estrutura, os agentes e o mapa

O meio artístico português, à imagem do meio internacional, é um ecossistema composto por vários setores culturais, económicos e financeiros que orbitam à volta da produção artística e se cruzam entre si numa escala global.

Nesta disciplina visitaremos galerias, museus, acervos, ateliers, entre outros espaços culturais. Estas visitas serão orientadas alternadamente pelos professores de Desenho e Pintura, Cerâmica, Mercados da Arte, História da Arte, Filosofia Teoria da Arte e Estética e Laboratório de Investigação.

Horário quarta, 15h/18h

Professores Ana Natividade, André Almeida e Sousa, Carlos Ribeiro, Mariana Gomes, Miguel Meruje, Patrícia Sasportes e Pedro Arrifano

PATRÍCIA SASPORTES
. Nota biográfica Lisboa, 1988. Licenciada em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa em 2011. Frequentou o Mestrado em Mercados da Arte, ISCTE. Atualmente a fazer o Doutoramento em História da Arte Contemporânea, FSCH-UNL (em pausa). Co-fundou a escola de arte Mart em 2013, onde ocupou o cargo de diretora até ao seu encerramento em 2021. Fundou a Base Escola de Arte em 2021.
. Função Direção e Coordenação pedagógica; Leciona Mercados da Arte, Lugares da Arte e Práticas Profissionais para Artistas. Tutora nos programas  Residência Artística 1.0 – Profissionalizante e Residência Artística 2.0 – Prática.

PATRÍCIA DIAS MENDES
. Nota biográfica Advogada na PLMJ, Sociedade de Advogados, de 1998 até final de 2020. Nesse âmbito, assumiu igualmente o cargo de Diretora-Geral da Fundação PLMJ.
Actualmente, exerce advocacia primordialmente nas áreas de Corporate, Direito Comercial e Civil e M&A, Direito Imobiliário, Direito da Economia Social, Direito da Cultura, com especial enfoque em Direito da Arte, Filantropia e Private Clients e Direito da Comunicação Social. 
. Função Consultoria jurídica; Leciona Mercados da Arte.

Segunda, 18h30/20h

Início do ano letivo 13 Setembro 2021
Fim do ano letivo 29 Julho

Pausas Letivas
Férias do Natal 18 dezembro 2021 / 2 de janeiro 2022
Férias do Carnaval 28 fevereiro 2022 / 1 março 2022
Ferias da Páscoa 13 abril 2022 / 17 abril 2022

Feriados
Implantação da República terça, 5 outubro 2021
Dia de Todos os Santos segunda, 1 novembro 2021
Restauração da Independência quarta, 1 dezembro 2021
Dia da Imaculada Conceição quarta, 8 dezembro 2021
Natal sábado, 25 dezembro 2021
Dia de Ano Novo sábado, 1 janeiro 2022
Sexta-Feira Santa sexta, 15 abril 2022
Páscoa domingo, 17 abril 2022
Dia da Liberdade segunda, 25 abril 2022
Dia do Trabalhador domingo, 1 maio 2022
Dia de Portugal sexta, 10 junho 2022
Corpo de Deus quinta, 16 junho 2022

Mensalidade 120
Taxa de Inscrição 60
Seguro Escolar 5,50

 

. A primeira mensalidade é paga juntamente com o seguro e a taxa de inscrição.
. Com o pagamento anual integral (1325,50) do curso no ato de inscrição, o aluno fica isento da taxa de inscrição.
. As mensalidades são pagas até ao dia 8 de cada mês. Após o dia 8 acresce 10% do valor da mensalidade.


 É obrigatória a utilização de máscara dentro das instalações da Base Escola de Arte e nos espaços comuns da EB 2/3 Manuel da Maia.

 É obrigatório desinfetar as mãos antes e depois de tocar em superfícies comuns como torneiras, interruptores ou puxadores usando, para esse efeito, o sabão azul e branco e os desinfetantes que se encontram em cada lavatório.

 Qualquer aluno que tenha os sintomas (febre, tosse ou dificuldade em respirar) ou tenha estado em contacto com alguém infetado com o vírus COVID 19 deve informar imediatamente o SNS através dos contactos abaixo e a direção Base Escola de Arte.

Medidas de prevenção recomendadas pelo Serviço Nacional de Saúde:

 Distanciamento social: manter distância de pelo menos um metro

 Evitar cumprimentos que impliquem contacto físico

 Etiqueta respiratória:
. tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir
. utilizar um lenço de papel ou o braço, nunca com as mãos
. deitar o lenço de papel no lixo
. lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir

 Reforçar as medidas de higiene:
. lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou com uma solução de base alcoólica
. evitar contacto próximo com doentes com infeções respiratórias

Contactos SNS 24

Se tem sintomas deve:
 Ligar para o SNS 24 – 808 24 24 24 e escolher a opção:
. 1 – se tem febre (temperatura ≥ 38.0ºC) ou tosse, e seguir as orientações dadas
. 2 – se apresentar outros sintomas sem ser febre ou tosse, e seguir as orientações dadas

 Evitar estar próximo de pessoas

Se não tem sintomas, mas esteve em contacto com alguém infetado:

 Deve contactar o SNS 24 através do 808 24 24 24 e escolher a opção 0 – ” Se não tem febre, nem tosse, nem qualquer outro sintoma, mas esteve perto de uma pessoa que tem COVID-19 ou que fez recentemente o teste” – e seguir as orientações que lhe são dadas.

Notas

 A Base Escola de Arte não se responsabiliza por qualquer situação de contágio que possa ocorrer.

 O seguro escolar apenas cobre acidentes pessoais ocorridos na escola e não doenças.